"Rezem o terço todos os dias, para alcançarem a paz pra o mundo e o fim da guerra." (Fátima - Portugal)
   
Documento sem título
 




 
 
22/04/2013
29Meu Pai, que me deu estas ovelhas, é maior que todos, e ninguém pode arrebatá-las da mão do Pai. 30Eu e o Pai somos um”. Jo 10, 29 -30
MENSAGEM DA SEMANA
 

 

4Caindo por terra, ele ouviu uma voz que lhe dizia: “Saulo, Saulo, por que me persegues?”
5Saulo perguntou: “Quem és tu, Senhor?” A voz respondeu: “Eu sou Jesus, a quem tu estás perseguindo. 6Agora, levanta-te, entra na cidade, e ali te será dito o que deves fazer”. At  9, 4 - 6

 

14bEntão um dos anciãos me disse: “Esses são os que vieram da grande tribulação. Lavaram e alvejaram as suas roupas no sangue do Cordeiro. Ap 7, 14b

 

27“As minhas ovelhas escutam a minha voz, eu as conheço e elas me seguem. 28Eu dou-lhes a vida eterna e elas jamais se perderão. E ninguém vai arrancá-las de minha mão. 29Meu Pai, que me deu estas ovelhas, é maior que todos, e ninguém pode arrebatá-las da mão do Pai. 30Eu e o Pai somos um”. Jo 10, 27 - 29

 

 

 Caríssimos irmãos,

 

Glorififquemos a Deus que abriu para nós, os pagãos, a porta do céu. E que possamos nos espelhar no Apóstolo Paulo que de perseguidor converteu-se a seguidor, imitador, anunciando e defendendo Jesus com a própria vida!

O tempo litúrgico que estamos vivendo nos mantém com os olhos atentos às aparições de Jesus após Sua ressurreição. Ele mesmo veio ao encontro dos Apóstolos trazendo em Suas  mãos chagadas o cumprimento das promessas que fez a eles.

Seu corpo glorioso trazia as marcas do sofrimento a que foi submetido (?) mas já não doíam, não sangravam, eram apenas sinais da vitória que queria que seus discípulos conhecessem – a morte não Lhe segurou!

Dentro de poucos dias voltaria ao seio da casa do Pai e aqueles que Ele preparou deveriam dar continuidade ao que começara,  testemunhando o que viram e transmitindo o que aprenderam diretamente da fonte - Jesus.

E “ O Senhor cooperava com eles e confirmava a sua palavra com os milagres que a acompanhavam.” Mc 16, 20b

Irmãos amados, tudo que aprendemos da Sagrada Escritura rompe as barreiras do nosso relógio humano e continua a se fazer realidade diante de nós. O “Vem e segue-me” de Jesus permanece ecoando por meio daqueles que aceitam esse convite e Jesus, fiel e seguidamente, confirma Sua palavra com os milagres que a acompanham, conforme prometeu aos discípulos antes de Sua Ascensão aos céus ( trecho citado acima).

Somos convidados durante esse tempo pascal a refletirmos com mais profundidade que tipo de resposta temos a dar ao Senhor quando, em lugar de Pedro, formos questionados: “Tu me amas?”

Quando o mundo nos questionar quem é esse Jesus a quem dizemos servir e amar, o que teremos para apresentar? Como é levar a vida com Jesus e sem Ele?

Independente de sua resposta irmão, você querendo ou não, há alguém que muito lhe ama e vela por você todo o tempo. Alguém que escreveu uma história vitoriosa para que você fosse o protagonista. Essa história somente você poderá vivê-la, não há substituto, suplente ou dublê.

Há uma exigência...mas não é difícil de ceder a ela: Ele quer caminhar com você para lhe orientar melhor, como nos ralis, onde o co-piloto vai lendo o mapa e ajudando o piloto a se manter na rota correta.

E enquanto caminha conosco, vai nos revelando os detalhes, vai Se revelando e aprendemos a amá-LO e a confiar cada vez mais Nele. Foi assim com os Apóstolos, com os discípulos de Emáus, com Madalena e com Paulo. Pode ser com você também, se assim o desejar e permitir.

Podemos argumentar que, pra quem conviveu com Jesus, seria mais fácil a conversão. Aí vem  Paulo, que  não conviveu pessoalmente com Jesus, para contrapor tal hipótese.

Jesus se manifesta a Paulo sem mostrar Seu rosto, ele e os guardas que o acompanhavam na “caçada aos cristãos” ouviram a voz que vinha das nuvens.

No primeiro trecho que destacamos para nossa reflexão temos a narração da conversão de São Paulo. Algo extraordinário acontece ali, uma intensa luz ofusca Paulo que por tres dia fica sem enxergar.

Talvez o seu coração esteja um pouco mais aberto que o de Paulo e por isso não seja necessário “tirá-lo de circulação” por tres dias, para que se recolha em oração, silencie e possa ouvir outra voz além da sua própria, de seu lamentos, murmúrios e queixas.

O sofrimento, seja ele fisico ou psiquico, nos leva ao egoísmo – não existe dor maior que a nossa...e nos fechamos como em um quarto escuro, sem deixar ninguem “violar” esse exílio voluntário.

De outro lado, observamos que quando temos um excesso de autoconfiança ou nos julgamos donos da verdade, também nos colocamos assim, meio surdos e cegos, sem permitir que ninguém viole nossas convicções absolutamente corretas...

Em ambas as situações, somente um forte abalo será capaz de nos tirar dessa situação que nos colocamos. Talvez uma queda de cavalo, uma luz ofuscante que nos cegue, um mar revolto ameaçando a nossa estabilidade, ou um espinho na carne a nos incomodar.

Com a ajuda de São Paulo que tantas lições de fé e esperança nos deixou, peçamos ao Senhor que retire de nossos olhos as escamas que nos tem impedido de enxergar Sua mão tentando nos socorrer.

O trecho do Evangelho de São João proclamado nesse domingo é perfeito para começarmos a semana. O evangelista nos trouxe a imagem de Jesus, o Bom Pastor, que conhece cada ovelha de seu rebanho e luta por elas, e nos assegura que ninguém poderá roubar-Lhe nenhuma delas.

Estaremos nessa segunda-feira na casa de Nossa Mãe Maria Santíssima, onde será a oração do Terço em Família. Ela nos convida e espera com a alegria das mães ao receber seus filhos. E com as mãos abertas, aguarda para que depositemos o que nos entristece, angustia e deprime para que ela interceda junto ao Bom Pastor.

O chamado hoje é especial para você irmão, irmã que tem andado distante da Igreja, que se afastou em decorrência de muitas tribulações, que até buscou outras alternativas em momentos de dor. Para você que viu sua esperança esmorecer, que sofreu decepções com pessoas queridas, que nos seu coração é como se suas orações e súplicas tivessem sido desprezadas pelo Senhor.

O Bom Pastor jamais desistirá de você, pois você foi um presente muito precioso que Ele ganhou de Deus Pai. Veja o que Jesus afirma nos versículos 29 e 30 do  Cap 10 de São João:  “29Meu Pai, que me deu estas ovelhas, é maior que todos, e ninguém pode arrebatá-las da mão do Pai. 30Eu e o Pai somos um”. Jo 10, 27 – 29”

 

Quando o inimigo aumenta suas investidas contra nós seu principal objetivo é nos afastar de Jesus, para que nos tornemos vulneráveis e alvos fáceis. Enquanto estamos junto de Jesus, embora esse inimigo nos lance toda espécie de munição, nada pode nos ferir seriamente, pois o combate está de fato sendo travado entre Jesus e o demônio.

 

Se a situação é crítica, chame por Jesus – ele conhece suas ovelhas e seja de onde for que seu grito venha, Ele irá buscá-lo.

Não sei quantas vezes tentou sair na segunda-feira para se juntar a nós em oração e os obstáculos apareceram e terminaram por dissuadi-lo de seu propósito.

Então, querido irmão, irmã, antes de mais nada, dirija-se ao Bom Pastor, diga o quanto está necessitando desse colo protetor pois suas forças estão no fim, e você precisa de um socorro urgente! Precisa que lhe trate as feridas, de alimento e de descanso e paz, coisa que há muito não tem tido – nem mesmo uma noite de sono confortável e reparador.

Deixe-se encontrar pelo Senhor, dê sinais a Ele para que o alcance quanto antes. Recorra à Mãe, peça-Lhe ajuda para que supere as barreiras e volte à Sua casa.

 

Caríssimos, preparemo-nos para essa noite de encontro com a Misericórdia. Esse é o dia que levamos ao Senhor nosso louvor e o agradecimento pela proteção e graças alcançadas no mes que se passou. É também o dia que recebemos a bênção e o envio para avançarmos nessa missão que nos foi confiada e possamos levar às familias apontadas por Nossa Senhora para visitarmos a mensagem da Boa Nova. É como se Ela nos dissesse: “É aquela tal família – eles não tem mais vinho! É preciso reabastecer seus corações!”

É também nesse dia, na casa de Nossa Senhora Rainha da Paz que renovamos nosso compromisso com o Senhor e também com a Sua Igreja. Por meio dessa Pastoral louvamos, oramos e suplicamos ao Pai que, em nome de Jesus, nos dê uma porção dobrada do Santo Espírito a fim de Lhe sermos fieis e  melhores servos.

 

REZEM REZEM REZEM INTERCEDAM INTERCEDAM INTERCEDAM

 

Bjus no coração

JACYRA

 

 

 
 
 

Artigo Visto: 1085 - Impresso: 17 - Enviado: 13

 

Visitas Únicas Hoje: 3 - Total Visitas Únicas: 72870 Usuários online: 5
© Copyright 2012 - 2015 - www.tercoemfamilia.com.br - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por: